Home Contato Moto Grupo

           
:: MENU
www.motos.pro.br Página:  01 - 02 - 03 - 04  
 :: CB 400 / 450
 :: DIVERSOS
Dicas para uma boa e segura viagem de moto::



Dicas para uma boa e segura viagem de moto:.

Enviadas por André Luiz Pinheiro - Brasilia - DF


  Itens necessários:

Algum dinheiro em espécie (o suficiente para abastecer ou comer em algum lugar que não aceite cheque ou cartão);
Um telefone celular com cobertura na área de sua viagem;
Ferramentas (normalmente o kit que vem na moto é suficiente para pequenos reparos);
Kit de reparo de pneus (espátula, remendo e bomba de encher) ou um desses produtos de reparo rápido tipo.

  Itens aconselháveis:

Roupa impermeável para chuva (uma calça já ajuda bastante);
Mapa da estrada com localização de postos de gasolina e restaurantes (Internet);
Lista com alguns telefones úteis;
Bandana para colocar por baixo do capacete (evita que o suor deixe o capacete com cheiro desagradável e alivia o atrito com a cabeça);
Óculos escuros;
Kit de primeiros socorros (o Kit que deveria ser obrigatório é suficiente para pequenas emergências);
Lanterna. (caso vá pegar estrada a noite );
Tirantes ou cordas para fixação da motocicletas, em caso de reboque.

  Roupas e acessórios pessoais:

Casaco de couro, se possível com protetores em Kevlar;
Luvas de couro;
Botas;
Calça de couro ou jeans;
Capacete (integral para viagens);
Lenço para o pescoço.

  Comunicação:


Sempre que possível, leve um telefone celular e os números de locais e pessoas que você possa precisar, como por exemplo: o hotel que você está indo, o mecânico etc.
Lembre-se que alguns celulares tem cobertura limitada, como é o caso de celulares de cartão.

Semelhante ao mergulho, deve-se evitar a viagem solo, ou seja, uma só moto. O mínimo recomendado são dois motociclistas. No caso de pane, é importante haver alguém para buscar socorro enquanto a moto não fica sozinha. Mas se for inevitável, seguem alguns conselhos que podem ajudar na sua viagem.


  Check-up:


Desnecessário lembrar que a moto deve estar em condições para a viagem. Por menor que seja a distância, você vai estar longe de casa e isto aumenta muito um pequeno problema.

Dentre os itens normais de manutenção preventiva, dê especial atenção:

Condições e calibragem dos pneus;
Nível do óleo, verificando se a distância não excederá a hora da próxima troca;
Nível do fluido de refrigeração (quando aplicável);
Condições dos freios;
Fixação dos retrovisores (indispensável o uso);
Regulagem do motor.
 


  Programação:


Com o auxílio de mapa, programar as paradas de acordo com a autonomia da moto e seus limites físicos pessoais. Para motociclistas com menos experiência, aconselha-se uma parada a cada 100 km aproximadamente. Para viagens longas e motociclistas em boas condições físicas, os primeiros 100 ou 200 km não mostram o cansaço, mas acreditem, as paradas iniciais farão muita falta no final.

Para programar as paradas pode-se contar com a ajuda de mapas rodoviários que mostram postos de abastecimento e paradas.

Na Internet pode-se obter mapas no site www.estradas.com.br (e outros mais). ou então por meio de guias especializados adquiridos nas bancas de jornais e revistas.

Quando em grupo, deve-se lembrar que as máquinas e as pessoas têm limites e necessidades distintas. Cabe aos "mais fortes" auxiliarem os "mais fracos", e não o contrário. É uma questão de conversar antes da viagem.
.


  Advertência:


Se uma moto ou carro, normalmente com dois ocupantes chega rápido em você e não te ultrapassa, procure o primeiro posto policial ou parada, pode ser uma tentativa de assalto.

Em caso de pane e sem garupa, não deixe a moto na estrada. Procure parar um caminhão ou pick-up e transporte a moto até lugar seguro. No transporte sem cordas para amarrar, coloque a moto transversalmente, se possível, arme o descanso lateral, posicione-se no lado oposto ao descanso e peça ao motorista para ir devagar.

Se a garupa for mulher, é mais seguro ela ir procurar socorro de preferencia em um carro de família e você ficar com a moto.
.

 

     REGRAS GERAIS E BÁSICAS PARA PILOTAGEM COM SEGURANÇA:
 

  No Trânsito:

Trafegue sempre com o farol acesso a qualquer hora do dia ou da noite;
Conduza apenas um(a) passageiro(a).
Evite fazer "zig-zag", principalmente em trânsito intenso;
Trafegue sempre pela direita;
Coloque-se na área de visibilidade do motorista à sua frente;
Sinalize corretamente para mudar de direção ou parar;
Obedeça a sinalização;
Use sempre o capacete afivelado corretamente.

  Equipamento:
Utilize sempre CAPACETE;
Use jaqueta de cores claras e vivas;
Use botas e calçados fechados;
Pilote sempre com luvas;
Utilize óculos, caso seu capacete não possua viseira;
Use sempre adesivo refletivo no capacete;
O(a) garupa deve estar instruído(a) sobre a importância dos equipamentos.

  Manutenção:

Diariamente, faça uma inspeção na sua moto;
Verifique se há folga na embreagem e no freio;
Confira se o combustível é suficiente;
Verifique se o ângulo dos retrovisores está de acordo com sua visão;
Confira se as setas estão funcionando;
Verifique como estão os pneus.

Capacete:


Limpe as partes interna e externa de seu capacete, bem como a viseira apenas com água e sabão neutro;
Deixe secar em temperatura ambiente. Não utilize produtos químicos;
Nunca exponha seu capacete a fontes de calor intenso acima de 60º C;
Após forte impacto ou três anos a partir da data de fabricação, seu capacete deve ser substituído para sua segurança;
Certifique-se de que, ao movimentar sua cabeça, o capacete não saia ou gire, mesmo que a cinta jugular esteja aberta;
A viseira não pode se elevar acima da linha do horizonte e deve estar firmemente fixada. Deve ser mantida limpa e sem riscos;
Em casos de capacetes abertos (tipo cross), use óculos de proteção adequados;
Use sempre o capacete afivelado;
A cinta jugular deve passar sob seu queixo, o mais próximo possível da garganta e deve estar bem esticada e travada.

 

Outras Matérias

voltar